quinta-feira, 5 de junho de 2008

Google Experimental:

Uma nova Experiência:

Sempre vão ocorrer esforços mil para tornar a experiência da busca cada vez mais rica, mais multiformato, mais detalhada, o mais disponível possível. Justamente pensando na multiplicidade das formas de resultados, o Google inovou mais uma vez, implementando, além da já tradicional forma, mais três formatos diferentes de resultados de busca. Vamos ver cada um deles.

Para estudarmos o processo é necessário alternar para a interface americana, pois o experimental está disponível somente na versão em inglês. Para tal vá à pagina inicial do Google Busca, clique em Ferramentas de Idiomas (lado direito da caixa de termos de busca) e escolha a interface inglês de diálogo, volte à tela de busca, que agora vai estar na lígua inglêsa. Acesse o Google Experimental, digitando /experimental após www.google.com. A nova tela que se segue exibe uma mensagem, logo à direita da primeira linha com fundo azul dizendo Join this experiment, clique na mensagem. Ok, agora voltemos ao www.google.com. Digite um termo de busca, Google, por exemplo.

O primeiro formato que encontramos é o Last View, que é o tradicional.

Ao lado encontramos a aba Info View onde temos, além da lista de resultados, uma lista simples de links, a direita.

O primeiro nos leva a resultados referentes a datas, como na imgem abaixo:

Basta que coloquemos a faixa de ano que desejamos e pronto, nos virão resultados de busca que estejam entre as datas informadas, à partir do resultado já exibido









Ao lado temos o Outro link que nos remete a medições, onde podemos informar faixas numéricas de unidades de armazenamento por exemplo, de 2 GB a 8 GB, no caso da busca ser por produto de informática que envolva armazenamento de dados. Por exemplo, se digitarmos: apple iphone view:info. Depois informarmos a faixa de 2 GB e 8 Gb, o resultado nos trará infromações referentes ao iPhone com a faixa de memória infromada.






O terceiro link é o de locais, basta inserir o nome da localidade, New York por exemplo, e os resultados novos vêm restritos ao local. Acho que ficou muito interessante, por que restringe cada vez mais os resultados, melhorando a resposta, diminuindo o trabalho final humano de garimpagem das informações.

Bem, prosseguindo, no próximo link, imagens, ao clicarmos o Google exibe as imagens existentes nos sites dos links que foram dados como resposta. O link imagens é on/off, ou seja, se clicar o Google habilita as imagens, se clicar de novo o Google desabilita.

Essa é a deica de hoje. Muito boa a tentativa de cada verz mais tornar o resultado das buscas mais especializado e restrito.

Abraços a todos.