segunda-feira, 20 de abril de 2009

Você confia nos guardiões da "nuvem"?

Quem guarda nossos dados no mundo virtual têm responsabilidade sobre eles?

A reportagem que saiu na Info Exame deste mês de abril trata das falhas ocasionadas com o Google. Sem dúvida que causam certo medo nos usuários a perda de seus dados, principalmente se ocasionaods por um motivo alheio à sua própria vontade.

Realmente tenho percebido que as falhas têm acontecido no Google em alguns dos seus serviços como: busca, gmail, orkut, etc. A minha humilde percepção me faz crer que trata-se da questão do crescimento de usuários, abrangência, volume e expansibilidade, que estão colocando à prova as tecnologias disponíveis, colocando-as no seu limite ainda desconhecido.

Por que uma coisa é você fazer comida pra uma família de quatro pessoas, outra coisa é fazer no quartel general em tempos de guerra mundial. Não acham?

Bom, mas voltando à resportagem da revista. Achei-a muito interessante, mais importante até, por que nos faz refletir sobre a segurança de nossos dados na nuvem.

Algumas coisas faladas na reportagem são:

- A frequência com que as falhas têm se apresentado nos diversos serviços, e que tiveram mais - falhas ainda neste início de ano que no ano passado inteiro (2008);

- Uma cronologia interessantíssima sobre as falhas e suas causas;

- Um extraordinário Raio X do Google em anos alternados de 2007, 2008 e 2009;

- Um dia sem o Google (www.onedaywithoutgoogle.org);

- Opiniões de quem já perdeu tudo e outros que conseguiram recuperar;

- Pessoas de reconhecimento internacional acreditando na biiGoogle;

- Algumas razões para confiar e outras para desconfiar do Google; e finalmente, com relação às falhas

- Depois de todos os tropeços o Google nos oferece mais uma das suas surpresas: um site com a disponibilidade dos serviços. Quem faria isso? O site é: Apps Status Daschboard, ou Painel de Controle de Estado de Aplicações;

Falta agora sabermos a quantas andam os serviços pagos da Google, não é mesmo? Afinal fala-se muito sobre os serviços "pobres" do Google, fala-se muito da falsa modéstia ou da falsa identidade humanitária do Google e esquecem que tem muitas empresas de grande penetração e influência no mercado global se utilizando do serviço Powered By Google em seus e-mails, em suas buscas, nos serviços de Marketing Virtual, etc. Claro que devem ter lá seus problemas, ou não. Mas quanto a isso, continuamos aguardando alguém que possa nos dar essas informações.

Continuando com a reportagem, a revista nos presenteia com 16 Truques para Driblar as Falhas.

Indico, repotagem excelente pra quem, como nós, usa os serviços intensamente.

Cuidem-se.