quarta-feira, 1 de maio de 2013

O Google e a Academia:

ATÉ QUE PONTO O GOOGLE TEM INFLUENCIADO A VIDA ACADÊMICA DOS ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS?





Tudo mudou, em todos os aspectos, positivamente. E falar sobre o que o Google fez é pequeno, precisamos ir mais além. Por exemplo, antes do Google Maps poucas empresas tinham o poder e domínio nesta atividade, a atividade cartográfica. No início, inclusive, quiseram boicotar o Google Maps e não tendo conseguido partiram por ridicularizar por não apresentar imagens em alta definição, mas o Google já tinha lançado, em parceria com o governo americano um satérlite que permitiria imagens de alta definição e já estava em vias de lançar um segundo satélite para o Google Maps/Earth. Hoje já são milhares de empresas que atuam na área.

Mas voltando à questão acadêmica, o google sem sombra de dúvidas já fez pelos universitários muito mais que a própria academia. Permitindo acesso a uma variedade de dados e tipos de informação nunca antes acessada. São imagens, vídeos, textos, banco de dados, sistemas e muitas outras diversidades de tipos de arquivos. As inovações, as antecipações, a integração, o alcance das ferramentas permite que hoje o próprio conhecimento seja compartilhado a um custo na maioria das vezes zero. Isso significa tudo pra uma classe de estudante com tão poucas fontes de informações de custo acessível.


Antes a academia era isolada, longe do seu alunado, só sendo acessada pelos grupos privilegiados de docentes que se sentiam "protegidos" em seu poder de posse da informação cara e restrita.


Uma frase caracterizava bastante aquela época: "Quem tem informação tem poder". Mas hoje a frase é: "O poder da informação está em quem faz bom uso dela". E o compartilhamento tem sido hoje o grande poder de uso desse conhecimento, e o alunado acadêmico é a classe mais beneficiada com isso. Não se pode mais dizer que o conhecimento é algo de dificil alcance, ele está a um clique de distância dos universitários.


Se não fosse o Google muito conhecimento ainda estaria no submundo acadêmico!